Algumas faíscas da mente de Poe

Posted: November 9, 2012 in Pensamentos de Poe

  • “Quão escuro um pesar! Mas quão bela a esperança!”
  • “Para se ser feliz até um certo ponto é preciso ter-se sofrido até esse mesmo ponto.”
  • “Mas assim como na ética, o mal é uma consequência do bem, assim, com efeito, da nossa alegria tem nascido a dor.”
  • “Só eu, só eu amei o amor de meus enganos.”
  • “A enorme multiplicação de livros, de todos os ramos do conhecimento, é um dos maiores males de nossa época.”
  • “Todas as obras de arte devem começar pelo final.”
  • “A felicidade não está na ciência, mas sim na aquisição da ciência.”
  • “Quando um louco parece completamente sensato, já é o momento de pôr-lhe a camisa de força.”
  • “A ciência não nos ensinou ainda se a loucura é ou não o mais sublime da inteligência.”
  • “Os que sonham de dia são conscientes de muitas coisas que escapam aos que sonham só de noite.”
  • “A beleza de qualquer classe em sua manifestação suprema excita inevitavelmente a alma sensitiva até fazer-lhe derramar lágrimas.”

Referência do texto: http://www.frasesfamosas.com.br/de/edgar-allan-poe.html

Referência da imagem: http://englishmaze.files.wordpress.com/2011/04/edgara-poe.jpg

 

Colaborador: Luana dos Santos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s